I Origins, o segundo melhor filme da minha vida.

segunda-feira, janeiro 05, 2015

Demorei pra fazer alguma resenha de filme por aqui e a tag Cinema ficou pedindo abraço, né migues. Mas acontece que o último filme que eu achei válido de resenha, foi The Grand Budapest Hotel, mas só tinha mesmo a falar sobre os figurinos impecáveis e meu grande amor pela fotografia simétrica do Wes Anderson. MÃS isso vai ficar pra próxima pois o filme de hoje ganhou bem mais meu coração, a ponto de me fazer querer escrever essa ~resenha~ desesperadamente.


movie animated GIF

Assisti o filme num dia que não tinha nada pra fazer e o Popcorn Time tava cheio de títulos novos. Fui pela capa (sou dessas, me arrependo diversas vezes por isso, aliás) e AINDA BEM QUE FUI PELA CAPA, NESSE CASO.

Como a maioria dos filmes que eu gosto, o roteiro é incomum, com um desfecho simples, mas que não poderia ser melhor. Em resumo, o filme trata sobre olhos, amores breves e vida após a morte. Pelo menos é assim que eu chamo o último, mas você pode chamar de afterlife, como eles chamam no filme, até porque é mais bonito mesmo.


michael pitt animated GIF

Ian Gray, este rapazote loirinho é um biólogo molecular que quer refutar a existência de um "criador inteligente" a.k.a. Deus, sob a perspectiva de desenvolvimento do olho. No filme ele vai te explicar bem melhor do que eu, mas em suma tem o olho 0 (cego) e o olho 12 (completo); a intenção é transformar o 0 no 12, pra provar que existe mutação genética, não milagre cedido pelo Criador. Mas isso não importa. Pelo menos não muito. E não agora.

No meio do caminho ele se apaixona pela Sofi, que tem olhos únicos e apaixonantes (sério, tô falando aqui de coração aberto, que olhos). Pena que acontece uma tragédia que eu não vou contar qual é. MAS PREPAREM-SE POIS: KAPLAAAAAAAAU PLOT TWIST MEUS AMIGOS.


michael pitt animated GIF

Vida vai, vida vem, o Ian consegue provar a teoria dele, lança livro, fica rico e tira foto no espelho pra postar no Facebook, pois é poderosíssimo. Nesse meio tempo, cria-se um banco de dados cujo cadastro é realizado via o que? Isso mesmo, seus olhos. BOOOOOOM!!!
A parada dá um error quando o filho do Ian nasce, e na verdade aparece a foto de um velhitcho no sistema. Tecnicamente, o sistema NUNCA erra, a não ser que existam dois olhos exatamente iguais, o que é tecnicamente impossível, digamos. E aí a gente descobre que 10 meses antes do nascimento do filho do Ian, o velhitcho tinha morrido. KATCHAAAWWW!!!! Ligue os pontos se for inteligente..............


science fiction animated GIF

E é só até aqui que eu posso contar, porque por mais que eu ame a ideia de fazer resenhas igual o Ygor, eu não quero ir pro inferno por dar spoiler no meu site. Tem muita informação faltando, o que deixa as coisas meio sem sentido, mas eu realmente não recomendaria alguma coisa como "o segundo melhor filme da minha vida", se não fosse o segundo melhor filme da minha vida. Sério.

  • Esse filme é pra você se: você gosta de romances breves, loucos e intensos; olhos bonitos; mistérios; um roteiro não muito linear; uma trilha sonora delicada, mas precisa nos momentos de tensão; de histórias bem construídas, com bastante informação sendo amarrada no processo, sem deixar nenhuma ponta solta no final.
  • Esse filme não é pra você se: você não curte esperar pra ação acontecer (só rola depois de uns bons 40 minutos de história meio de va gaaaaa, coisinha); gosta de filmes com linearidade e extrema lógica; não tem paciência pra esses hipsters de hoje em dia; não tem paciência de esperar um final extremamente marcante.

Espero que eu tenha conseguido gerar uma curiosidade dentro do seu coraçãozinho, ehehe! O filme deve lançar em breve no Brasil, não sei se vai pro cinema (acredito que não) mas você já pode assistir online ou no glorioso Popcorn Time. 

E aí, tá curioso? Já assistiu? Nem ficou interessado? Me conta nos comentários, faz favô!

Beijo no cuore, até mais!

posts recomendados pra você :)

24 comentários

deixa aí pra mim o que achou! sua opinião é importante pra melhorar. críticas construtivas ou destrutivas também (mas vai com calma na destrutiva que eu tenho a baixo-estima alta). se quiser deixar o link do seu blog, fique à vontade, prometo que vou retribuir o comentário :D

p.s. por favor, só comente se realmente ler a postagem, ok?